Bracks não fala em reforços e diz que Inter não pode sentir peso em Gre-Nal: “Se a rota está errada, temos que agir”

Confira mais detalhes da coletiva de imprensa do executivo de futebol colorado Paulo Bracks

Publicidade

Após a derrota de virada por 2×1 para o Grêmio neste domingo, no Beira-Rio, na ida da final do Gauchão, o executivo de futebol colorado Paulo Bracks evitou indicar mudanças bruscas no clube, mas deixou claro que será necessário agir se “a rota não estiver na linha que entendemos”.

“Se a rota não está na linha que entendemos, temos que agir de forma rápida, firme, dentro do CT. Hoje afirmo em nome do clube que temos confiança e convicção no trabalho que todos estamos fazendo”, declarou, antes de ressaltar a necessidade de “trabalhar mais”:

“Poderíamos estar confortáveis na Libertadores e largado em vantagem hoje. Nos momentos adversos, precisamos enxergar os erros e trabalhar mais”, comentou.

Para Bracks, não faz sentido o Inter “sentir o peso” de jogar Gre-Nal e que, neste momento, falar em novos reforços é “oportunismo”:

“O Inter não pode sentir o peso de um jogo contra o Grêmio. Ganhou mais. Não falo em jogadores ou em histórico, falo do Inter em si. Seria muito oportunismo da minha parte falar em reforços depois de duas derrotas. Mas estamos trabalhando bastante para que o nosso trem volte pro trilho depois dessas duas derrotas”, acrescentou.

A agenda do meio de semana de Grêmio e Inter:

Quinta-feira, 21h, Olimpia x Inter, pela Libertadores.
Quinta-feira, 21h30, Aragua x Grêmio, pela Sul-Americana.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)