Bolzan sugere mudança para deixar Brasileirão “emocionante” e aponta nova promessa do Grêmio: “É diferente”

Confira mais trechos da entrevista concedida pelo presidente do Grêmio ao jornalista Duda Garbi

Publicidade

Perguntado pelo jornalista Duda Garbi, do Grupo RBS, sobre qual talento da base gremista poderia surpreender nos próximos anos, o presidente tricolor Romildo Bolzan Jr não titubeou e soltou logo o nome do atacante Kauan Kelvin, de apenas 16 anos, que está integrando o time sub-17 gremista.

“Eu acho que o Kauan logo vocês vão ouvir falar dele. É um jogador diferente”, declarou o mandatário do Grêmio.

No final do mês de janeiro desse ano, o jovem assinou o seu primeiro contrato profissional com o clube. Ele é natural de Goiânia, já tem convocações para a Seleção no currículo e tem chamado a atenção pelas boas atuações na base gremista.

Bolzan gostaria de uma mudança no formato do Brasileirão

Se dependesse apenas da vontade do presidente do Grêmio, o Brasileirão seria disputado em uma fórmula que aliaria pontos corridos com mata-mata. Ele apresentou a seguinte ideia na mesma entrevista:

“Acho que seria muito mais emocionante (volta do mata-mata). Essa discussão nós tivemos em 2015 ou 2016, e nunca me esqueço da paulada que eu levei do Juca Kfouri (jornalista), porque há a visão de que já temos um campeonato de pontos corridos e outro de mata-mata, que é a Copa do Brasil. Mas eu faria uma espécie de playoff. Pra mim se classificariam quatro, sendo dois do primeiro turno e dois do segundo. Porque daria condições do clube que foi mal no primeiro turno se recuperar no segundo. Dá chance pra todos. Pega os dois melhores do primeiro turno, os dois do segundo e faz um playoff. Se repetir o time, entra quem vem atrás melhor classificado. Ou tu até pode dar o título se um time ganhar os dois turnos. Faz esse playoff de quatro times justamente para organizar uma questão mais emocionante. Para ter um campeão com uma expressão verdadeira dos pontos corridos com um playoff. Eu votaria por isso. Dois times do primeiro turno, dois times do segundo, um playoff e os quatro decidem entre si”, comentou.

Confira a entrevista do presidente do Grêmio:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas