Auxiliar de Tiago Nunes explica Jean Pyerre e Kannemann no banco e sai em defesa de Ruan: “Dar moral para o atleta”

Confira como foi a coletiva de imprensa do auxiliar Evandro Fornari após o duelo deste domingo

Publicidade

Duas das principais “presenças” no banco de reservas no início da derrota para o Ceará por 3×2 neste domingo, no Castelão, na abertura do Brasileirão de 2021, foram explicadas pelo auxiliar-técnico Evandro Fornari, que dirigiu o Grêmio na ausência de Tiago Nunes, com Covid-19. Kannemann, segundo ele, ainda está em processo de evolução, enquanto Jean Pyerre foi por estratégia de jogo.

“Kannemann está evoluindo passo a passo. Hoje estava conosco e certamente durante a semana vai ganhando mais lastro físico, conteúdo técnico e tático. Vai nos ajudar. Não acredito que seja questão física (sobre Jean Pyerre). Optamos pelo Lucas Silva mais pela estratégia de jogo”, explicou Fornari.

O assistente também usou uma pergunta na coletiva sobre erros cometidos por Ruan para sair em defesa do zagueiro:

“O Ruan é um menino que tá evoluindo muito, tem muito potencial. Falar de um erro individual engloba todos atletas. Como corrigir algum erro? Dando moral para o atleta, porque ele nos ajudou diversas vezes”, acrescentou, antes de falar da derrota em si:

“Claro que nós viríamos para somar pontos, mas a ideia é sempre buscar a vitória independente de onde jogamos. Não vejo, de forma alguma, essa derrota atrapalhando nossos planejamentos”.

Agora, o Grêmio concentra as suas forças para quarta-feira, 16h30, na Arena, contra o Brasiliense, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)