Arthur revela como seria ter jogado a final contra o Real Madrid e admite saudades do Grêmio: “Um dia eu volto”

Volante brasileiro da Juventus guarda com carinho a passagem realizada no Grêmio entre 2017 e 2018

Principal revelação do Grêmio na temporada de 2017, o volante Arthur, por uma lesão no tornozelo, não conseguiu estar em campo na disputa do Mundial de Clubes do mesmo ano e viu pela televisão a derrota do time brasileiro na final por 1×0 para o Real Madrid, com gol de Cristiano Ronaldo, que hoje é seu companheiro na Juventus, da Itália.

Em entrevista concedida ao Desimpedidos, no YouTube, Arthur foi perguntado sobre a fatídica ausência e lembrou que, de fato, vivia uma fase “muito boa” com a camisa tricolor:

“Eu estava realmente numa fase muito boa. Mas a gente sabe que o futebol é coletivo, independente se um jogador só está bem. Não pode ele sozinho ser tão decisivo, a não ser que seja Cristiano Ronaldo, Messi ou Neymar. Era um momento meu muito bom e acho que eu poderia ter agregado muita coisa”, disse o jogador de 24 anos.

Arthur mantém o Grêmio com carinho no coração e não nega ter saudades, principalmente da torcida. A promessa, portanto, é de voltar futuramente:

“Grêmio é o imortal. Minha relação com a torcida é muito boa. Desde quando eu comecei, a vibe com a torcida foi muito boa. Então eu tenho muitas saudades, obviamente. O Grêmio é o time do meu coração. Mas óbvio que a torcida me ajudou muito a ter esse carinho com o Grêmio. Um dia eu vou voltar, pode ficar tranquilo”, concluiu.

No profissional, Arthur fez parte dos títulos da Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana e Gauchão, saindo no meio da temporada de 2018 para o Barcelona.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies