Agora adianta? CBF admite e pede desculpas por pênalti não dado em Guerrero

Publicidade

Procurada pelo Inter nas últimas semanas, a CBF pediu desculpas ao clube gaúcho pelo pênalti não marcado em Guerrero ainda no primeiro tempo da derrota colorada por 3×1 para o Flamengo, no Maracanã. O lance envolveu um toque por baixo do zagueiro Rodrigo Caio, que não motivou o juiz Luiz Flávio de Oliveira sequer a ir ao VAR.

Logo depois, o centroavante peruano se descontrolou ao sangrar em um choque de cabeça com o mesmo Rodrigo Caio. Ao xingar a equipe de arbitragem, foi expulso de campo.

Antes, o Inter já havia tido o lateral-direito Bruno expulso por conta de um pênalti em cima de Gabigol. A jogada também não foi revista no árbitro de vídeo e o juiz trocou os cartões ao jogadores – antes amarelo e depois vermelho.

Na coletiva após esta derrota, o vice-presidente de futebol colorado Roberto Melo se revoltou com o VAR e especialmente com o chefe de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba. Em 7° com 39 pontos, o Inter visita o Avaí nesta quinta-feira.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)