fbpx

Souza relembra convivência com Roth no Grêmio e diz que 2009 foi o melhor ano da carreira: “Surreal”

Hoje comentarista de televisão, Souza relembrou o período que viveu no Grêmio

Após se destacar no São Paulo contribuindo nas conquistas de Libertadores de 2005 e nos Brasileirões de 2006 e 2007, o antigo meia Souza topou o desafio de jogar no Grêmio e afirma ter feito o melhor ano da carreira em 2009, quando relembra ter sido o goleador da equipe nas campanhas da Libertadores e do Brasileirão. Ele chegou em 2008, quando o técnico ainda era Celso Roth.

“O Celso Roth era turrão, né velho?! Tá louco…”, brincou Souza em entrevista recente ao podcast De Lavada, dada ao lado do ex-volante do São Paulo, Renan Teixeira, que jogou com Roth no Atlético-MG.

Souza, que atualmente integra a bancada do programa Os Donos da Bola, da TV Bandeirantes, entende que o que conseguiu fazer pelo Grêmio em 2009 foi “surreal”:

“Cara, no Grêmio, individualmente falando, foi o melhor ano da minha carreira. Fiz quase 30 gols. Foi surreal, cara. Fui artilheiro do time na Libertadores, artilheiro do time no Brasileiro. E o bacana disso tudo é que olho pra trás e vejo que mantive minha forma de pensar desde que saí de Alagoas”, relembrou.

A grande individualidade de Souza na específica temporada de 2009 acabou não se traduzindo em títulos. O clube não faturou o Gauchão e caiu na semifinal da Libertadores para o Cruzeiro, que perderia o torneio para o Estudiantes. Na época, os times da Libertadores não jogavam a Copa do Brasil.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas