fbpx

Roth diz que Inter “planejou muito” o jogo contra o Mazembe: “Só perde quem chega lá”

Assim como carrega o merecido mérito de ter sido o treinador campeão da Libertadores com o Inter em 2010, Celso Roth também tem a mancha no currículo de, no mesmo, ter perdido com o colorado a semifinal do Mundial de Clubes da Fifa para o desconhecido Mazembe, do Congo.

Sem clube no momento, o experiente treinador gaúcho voltou a falar sobre o fatídico tropeço em entrevista concedida à Rádio Gre-Nal nesta segunda-feira. Ele garantiu que o elenco, na ocasião, planejou e estudou bastante a maneira de atuar naquele dia, mas que surpresas acontecem no futebol.

“Planejamos tanto aquele jogo e tínhamos tanta confiança, criamos oportunidades, mas são coisas do futebol. O futebol prepara essas surpresas e, infelizmente, preparou pra mim e para o Inter”, disse.

Roth, que permaneceu no Inter em 2011 e depois voltou em 2016, ano do rebaixamento, coloca a queda para o Mazembe como uma das maiores frustrações da carreira.

“Essa é uma das maiores decepções da minha vida. Me deixa muito triste. Mas tenho que pensar pra frente. Só é vencedor quem perde. Só perde quem chega lá”, concluiu.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas