Recuperado da depressão, Nilmar escolhe três parceiros marcantes e revela desejo de trabalhar no Inter: “Muita vontade”

Ex-atacante colorado concedeu entrevista ao programa Conexão da Bola nesta semana

Publicidade

Feliz e sorridente ao longo de toda entrevista ao programa Conexão da Bola, onde relembrou diversas histórias marcantes da carreira, o ex-atacante Nilmar garantiu estar recuperado do quadro de depressão que o afastou do Santos, em 2017, e citou nomes de outros jogadores que formaram com ele duplas inesquecíveis em sua trajetória na bola.

“Se a gente for pensar em números e conquistas, o principal parceiro seria o Tévez. Mas ele era fominha, viu? Mas atacante tem que ser mesmo (risos). No Inter eu tive o Taison como parceiro e também o Alex, em 2008, ano que ele fez 30 gols”, citou.

Veja também:
1 De 5.985

Apesar de não ter feito um anúncio oficial de aposentadoria, Nilmar reconheceu que pelo tempo parado e pela idade avançada, 36, não irá voltar a jogar. Mas quer novamente estar no futebol exercendo cargos diretivos, para os quais pretende estudar e entender como funciona. E, claro, mira um retorno ao Beira-Rio:

“Para tudo tem que se preparar. Eu brinco hoje que se eu precisar voltar a fazer alguma coisa amanhã eu tenho que voltar a jogar bola. Foi o que eu fiz a vida toda e que eu soube fazer. Para fazer qualquer outra coisa até mesmo ligada fora do futebol a gente tem que se preparar. Mas eu tenho muita vontade de voltar no Inter ainda, trabalhar no futebol. Ambiente que eu gosto e foi a minha vida toda”, declarou.

Como jogador profissional, Nilmar teve três passagens pelo Inter: de 2003 a 2004, de 2007 a 2009 e depois entre 2014 e 2015.

Confira a entrevista:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas