fbpx

Novo Ramírez? Barcellos revela se teme que Medina “repita” o mesmo que aconteceu no Inter em 2021

Desempenho inicial de Alexander Medina tem gerado críticas da torcida

Seria Alexander Cacique Medina uma repetição de Miguel Ángel Ramírez? Esta foi uma das perguntas colocadas para o presidente Alessandro Barcellos depois de São José 3×2 Inter, ainda pelo Gauchão, ampliando de vez a pressão sobre o treinador uruguaio às vésperas do primeiro Gre-Nal da temporada de 2022.

Barcellos, por sua vez, deixou claro que não está satisfeito com o que está vendo neste momento, mas ressalto que vê “conexão” no dia a dia de trabalho para que as coisas melhorem ainda com Medina:

“Se o dirigente vier aqui no momento que a campanha não é boa e disser que não está preocupado, ele não está no mesmo lugar que nós estamos. Todos estão preocupados, dirigentes, comissão e jogadores. Todos nós. Queremos que as coisas se acertem. Para que a gente possa, com esse trabalho que está sendo feito, buscar resultados e soluções. Esse é o trabalho que precisamos fazer. É um momento importante. Estamos fazendo uma nova forma de trabalho com a nova comissão e com o grupo sendo reformulado, com jovens jogadores participando, com alternância de escalações para achar a melhor forma de jogo. Não estamos achando que o trabalho está com todos os resultados resolvidos, mas não podemos achar que o ano todo está perdido. Não. Acompanhamos o dia a dia dos trabalhos e a gente vê uma conexão em um trabalho que vai, sem dúvida alguma, nos dar resultados. É ter convicção que esse trabalho vai dar certo e buscar remobilização nessa semana”, declarou Barcellos, na íntegra da sua resposta.

Ramírez, até este momento, tinha números melhores que os de Medina. Hoje, o Inter é o 3º colocado da primeira fase do Gauchão com 12 pontos e não tem assegurada ainda a classificação ao mata-mata do estadual.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas