“Nossa capacidade de investimento é quase nenhuma”, admite dirigente do Inter

Publicidade

Apesar de alguns nomes do porte de Taison, Aránguiz e Nacho Fernández terem sido especulados nas últimas semanas, o Inter não deverá fazer nenhum grande investimento nesta janela de transferências visando 2020. Sem dinheiro em caixa, o clube novamente precisará usar a criatividade para se destacar no mercado.

A avaliação foi feita pelo diretor-executivo de futebol do clube, Rodrigo Caetano, que ganhou mais autonomia dentro do departamento para as ações visando a nova temporada.

“Nossa dificuldade financeira é grande. Nossa capacidade de investimento é quase nenhuma”, falou à Rádio Bandeirantes, antes de concluir:

“Nós vamos buscar a melhor equipe possível para o Internacional, mas respeitar o orçamento, o que não significa que não vamos competir. Vamos para 2020 querendo ganhar”.

Sem ter feito anúncios até o momento, os dois atletas mais pertos de serem contratados pelo Inter são o lateral-direito Rodinei e o volante Damián Musto.