fbpx

Mano Menezes elogia entrada de Estêvão e indica que dará chance a outro jovem do Inter em breve

Treinador deixa claro que gosta de trabalhar com jovens formados na base do clube

Com o placar assegurado de 2×0 no segundo tempo diante do Independiente Medellín, em importante partida realizada no Beira-Rio pela Sul-Americana, o técnico Mano Menezes se permitiu fazer alguns testes no Inter e lançou a campo jogadores que não vinham atuando, casos de Heitor, Liziero e novamente o jovem meia Estêvão, alvo de elogios do comandante em sua coletiva de imprensa.

Para Mano, Estêvão já entrou melhor em relação às chances anteriores que recebeu e a ideia é fazer o mesmo processo com outro jovem meia que ainda não jogou sob seu comando, caso de Lucas Ramos.

“Hoje o Estêvão já foi melhor, e isso vai acontecer daqui a pouco com o Lucas Ramos e os outros jovens. É assim que eu enxergo futebol. Sempre fiz isso por onde passei. Acredito muito nos jogadores formados no clube, eles vão chegar e poder contribuir”, disse Mano.

Em uma de suas belas jogadas na noite de terça-feira, Estêvão se livrou de dois marcadores com dois toques rápidos na bola e finalizou de fora da área distante do gol. Veja:

O Inter volta a campo agora pelo Brasileirão no sábado às 21h fora de casa diante do Cuiabá. Na terça-feira que vem, 21h30, decide a vida na Sul-Americana recebendo o 9 de Octubre. Veja mais falas de Mano Menezes em sua coletiva de imprensa:

“O Edenilson quase fez três gols. Três seria um pouco demais. Iria me causar mais alguns cabelos brancos porque ele iria só querer atacar e iria me dar problema”
.
“Eu prometi dar a eles um coletivo capaz de sustentá-los para que cada um pudesse evoluir individualmente. A partir disso, eles vão poder entrar em qualquer jogo com a confiança necessária. Para o Edenilson chegar como ele sempre fez, tem que existir um equilíbrio. Nós estamos procurando ajustar a equipe para valorizar as características que cada um tem de melhor”
.
“O Wanderson é um jogador de muito valor. Ele é um jogador de beirada que entra na área quando o lance se desenha no lado oposto. Ele tem o drible, o que é muito importante. Acho que ele está indo muito bem. Já está conseguindo terminar os jogos, algo que no início tinha dificuldade. Ficou muito parado anteriormente”
.
“Nós começamos a crescer. Eu gosto do equilíbrio porque ele dá confiança para todo mundo. Marcar gols, não sofrer gols, vencer, manter o rendimento parecido, trabalhando de forma equilibrada dos dois lados do campo, isso tudo me deixa muito feliz. A equipe vai evoluindo e se equilibrando. Temos um longo caminho pela frente, não tenho ilusões. Mas é importante fazer um rendimento contra o líder do campeonato nacional, contra o principal concorrente da Sul-Americana, e assim vamos estabelecendo um patamar de rendimento”

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas