Lelê defende provocações do Inter, cita cornetas recentes do Grêmio e rebate Saraiva: “Não vem com esse papo que não pode”

Comunicador colorado da Rádio Gaúcha defendeu as provocações feitas pelo Inter no último sábado

O comunicador colorado da Rádio Gaúcha, Lelê Bortholacci, discordou veementemente do posicionamento contrário de Maurício Saraiva à provocação liderada por Patrick, segurando caixões azuis, logo depois de Inter 1×0 Grêmio, sábado, no Beira-Rio, pelo Brasileirão – o resultado deixa o Grêmio mais perto daquele que seria o terceiro rebaixamento de sua história.

Ao vivo na Rádio Gaúcha, já após o clássico, Lelê citou várias provocações recentes feitas pelo Grêmio e deixou o recado para Saraiva: “Não vem com esse papo que não pode”.

“É isso aí. O Inter foi superior e era pra ter sido mais do que 1×0 esse Gre-Nal. Quero discordar respeitosamente do Maurício Saraiva, meu colega. Porque essa zoação de final do jogo, o caixão, a musiquinha, faz parte sim. Esses jogadores do Grêmio fizeram pagode contra os jogadores do Inter, cantaram 1 minuto de silêncio lá em outro país quando não estávamos nem no mesmo campeonato. Um tempo atrás no Gre-Nal do “trator” roubaram a bandeira do Inter que fica no escanteio e foram na frente da torcida do Inter. E tudo era lindo. Agora tem que aguentar. Não pode fazer bolor. O Inter está no seu estádio, os jogadores foram comemorar com a sua torcida e os jogadores do Grêmio tinham que ter saído pro vestiário. Não vem com esse papo que não pode. Pode sim”, disparou.

Ouça abaixo:

Pela confusão causada no final do jogo, Patrick e Cortez foram expulsos pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique e desfalcam Inter e Grêmio, neste meio de semana, contra Juventude fora na quarta e Fluminense em casa na terça, respectivamente – ambos os jogos do Brasileirão começam às 21h30.

Receba as notícias do Inter em primeira mão: