Dirigente do Palmeiras explica a situação de Borja e diz torcer para que o Grêmio escape do rebaixamento

Cícero Souza, gerente de futebol do time paulista, concedeu declarações à Rádio Gre-Nal

Publicidade

Suspenso pelo terceiro amarelo e sem poder jogar no domingo também por questão contratual, Borja é quem decidirá se seguirá no Grêmio ou não a partir do fim de 2022, que é até quando vai o seu contrato de empréstimo. A informação foi dada pelo gerente de futebol do Palmeiras, Cícero Souza, nesta quarta-feira, à Rádio Gre-Nal.

“A participação do Grêmio no negócio é algo confidencial. Contratualmente eu não posso falar sobre. A decisão no final (de continuar no Grêmio) será do Borja”, declarou o dirigente.

Veja também:
1 De 5.992

Para tê-lo, o Grêmio pagou cerca de R$ 6 milhões pelo empréstimo e vem aprovando o seu desempenho. Antes de uma importante lesão no tornozelo, já curada, ele fez gols decisivos que ajudaram o time a melhorar a pontuação ainda fraca no campeonato – 19° lugar com 26 pontos.

Souza, que espera um bom resultado do Palmeiras na Arena, domingo, às 16h, disse estar na torcida pela recuperação gremista:

“No futebol o resultado é inegociável. O Palmeiras vai forte para Porto Alegre. Sabemos das dores do Grêmio, temos essa compreensão. Mas vamos bem preparados para esta partida. Temos ainda esperança que o Grêmio consiga reverter essa situação (de rebaixamento)”, encerrou.

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas