fbpx

Dirigente do Grêmio cita Luan, vê rivais motivados a “ajudarem” e volta a falar sobre possível mala branca

Denis Abrahão, vice-presidente de futebol do Grêmio, conversou com a Rádio Bandeirantes nesta tarde

A direção do Grêmio está convicta que os resultados paralelos dos quais necessita na última rodada poderão, sim, acontecer. O clube acredita na seriedade do Corinthians fora de casa do Juventude e também nos interesses do Fortaleza na rodada final contra o Bahia. Casos os dois times vençam, o tricolor escapará da queda se bater o Atlético-MG na Arena – todos os jogos ocorrem quinta às 21h30.

Neste sentido, o vice-presidente de futebol gremista Denis Abrahão concedeu entrevista à Rádio Bandeirantes citando nomes vinculados ao Corinthians, como Luan, além de lembrar que o Fortaleza poderá ganhar premiação maior se conseguir subir uma posição na rodada final.

“Os jogadores do Corinthians são profissionais, a gente tem informações do Corinthians. O Sylvinho foi auxiliar do Mancini no Cruzeiro, eles têm uma amizade muito forte, o Luan esteve no vestiário conosco. Os jogadores do Corinthians querem terminar vencendo. Dependendo da classificação a remuneração é maior, e pela primeira vez na história o Fortaleza pode terminar em quarto lugar”, comentou Denis.

Abrahão
Foto: Reprodução/YouTube

O dirigente garante, no entanto, que o Grêmio não dará incentivo financeiro, a famosa “mala branca”, a nenhum time. E ressaltou que o jogo contra o Atlético-MG não é “jogado”:

“Pros jogadores do Grêmio vai. Mala branca aqui no Grêmio não existe, nós estamos preocupados com nosso jogo. Eu estou preocupado, nós temos que fazer o tema de casa. Isso não é jogo jogado não. Só vai jogar quem estiver 100% focado, quem não estiver vai ficar fora. Quem não estiver vai sair”, encerrou.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas